Home » Notícias Recentes » Leonardo quer Lei da Copa aprovada

Leonardo quer Lei da Copa aprovada

A aprovação do Projeto de Lei 233/11 -  que trata das medidas relativas à  Copa do Mundo de 2014, no Brasil – vem causando polêmica na Câmara. Integrante da comissão que estuda o assunto, o deputado Leonardo Picciani acredita que as divergências serão resolvidas até março. O país também será sede, em 2013, da Copa das Confederações.

“Falta pouco mais de um ano para a Copa das Confederações e estamos com alguns entraves sobre a Lei Geral da Copa. É importante que o tema seja tratado com prioridade na Casa, para que tão logo tenhamos definidas as regras legais sobre o período dos jogos possamos avançar na organização dos megaeventos. Estarei empenhado em dar celeridade à questão, de modo a atender aos anseios da população brasileira sobre os eventos, sem que haja conflito com as leis brasileiras”, destacou Leonardo.

Segundo o parlamentar, entre as divergências está a liberação da venda e do consumo de bebidas alcoólicas nos estádios, exigência da Fifa, que é proibida pelo Estatuto do Torcedor. O deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da Lei da Copa, acabou mantendo a liberação apenas para os eventos da Fifa, em estabelecimentos dentro dos estádios.

Outra polêmica gira em torno da meia-entrada nos jogos. Hoje, grupos como os de estudantes têm direito à meia-entrada mas, de acordo com o projeto, a Fifa teria prerrogativa de determinar o preço dos ingressos e, com isso, estaria excluída a possibilidade da promoção.

“Precisamos resolver isso em caráter de urgência até final de março, já que a Fifa volta ao Brasil nesse período”, concluiu o deputado,  lembrando que o projeto ainda precisa passar pelo Senado para depois ser sancionado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>